Passividade proposital, Desrespeito para com os contribuintes

26.02.2024

Acompanhamos, enquanto cidadãos e contribuintes desta nobre pátria, a divulgação pelos canais informativos do Estado, de que a maior parte das administrações do Estado, e outros órgãos que recebem verbas do OGE, não justificam ou não justificaram até agora ou pelo menos até ao período noticioso as verbas alocadas para a materialização dos seus projectos.

Por: Pedro Mateus Manuel, jornalista comunitário do NFV

Se levarmos em conta que estamos agora em finais de fevereiro, se levarmos em conta que já deveriam ter justificado tais valores, está notícia é: grave, perigosa e demonstra o descalabro ou seja, justifica o descalabro orçamental e os défices no OGE e na justificação de contas.

Como será possível que verbas públicas são alocadas e não são justificadas e a notícia passa como se fosse nada?

Está notícia não seria passada já com a devida tomada de medidas dos executores?

Analisando factos, a meu ver e com todo respeito a quem tem visão diferente, me parece que a execução orçamental ou seja, o OGE do ano passado foi apenas um OGE, como se diz na gíria do bungle. Fundamento isso com o facto de que houve aprovação e nunca sequer chegou a ser executado, as administrações tais como a administração do Kwanhama por exemplo, sobreviveram com as despesas mínimas e estavam restringidos a se endividarem.

A não prestação de contas por parte de quem executa os orçamentos, ou seja por parte de administrações e seus gestores, revela um problema grave de conhecimento jurídico, um problema grave de gestão, grave de execução e grave de corrupção. Mas a pergunta que não se cala é: como é possível aprovarmos o orçamento de 2024 se supostamente ainda não temos fechado na totalidade o 2023?

Temos a meu ver um problema grave de desrespeito as contas públicas e infelizmente o parlamento está calado, como se tudo estivesse bem, mas por outro lado, vemos aqui práticas que impulsionam a corrupção e todos os seus acompanhantes.

Facto para dizer que nada mudou. Antes sim. Pioramos.

Salvem Angola.

Atenciosamente.

Recentes

NFV FORA D` HORAS 11-04-2024

Noticiário NFV, edição de quinta-feira 11 de Abril de 2024 com os seguintes tópicos: 1 - Advogado David Mendes diz que não se pode combater fome olhando para importação; 2 - Governador do Namibe considera haver ainda muitos casos de Malária na zona norte da província;...

pergunta, sugere, denuncia, contribui

Jornalismo com tempo e profundidade faz-se com a tua participação e apoio.

Share This