NFV FORA D` HORAS 19-03-2024

20.03.2024

Noticiário NFV, edição de terça-feira 19 de Março de 2024, com os seguintes tópicos:

1 – Antiga diretora da Promoção da Mulher no Namibe, considera preocupante índice de violência doméstica na província;

2 – Polícia continua implacável na repressão dos criminosos;

3 – Cunene: ruas da cidade de Ondjiva em obras para melhoria do tapete asfáltico;

4 – Secretário provincial do MPLA no Namibe insta mulheres apostarem na formação;

5 – Lunda-Norte, povo exige justiça contra supostos agentes da polícia, assassinos do garimpeiro Amado João Jomassio, morto a tiro no passado dia 13 do mês em curso e interrado quinta-feira último.

 

Somos à rádio NFV, coordenação e supervisão de Armando Chicoca, edita de Esmael Pena, produção de Domingos Marques, eu sou Ester Culembe, com apoios do NED e da Open Society.

 

A antiga diretora provincial da Família e Promoção da Mulher, descreveu o quadro de violência doméstica na província como preocupante. Em entrevista à rádio pública local, Maria Natália Carvalho, já reformada, reconheceu o trabalho que o gabinete de Acção Social Família e Igualdade no Gênero e as instituições parceiras realizam  para  combater o fenómeno que tendem agudizar-se com  a degradação do tecido social das famílias, mas apela  a intervenção de toda a sociedade.

“Na verdade preocupa muito porque é um tema geral, independentimente dos dados que se calhar o Gabinete de Acção Social tem, e que tem estado a trabalhar muito, vejo a directora muito preocupada com a questão da violência no género, acho que precisamos ainda de cultivar um pouco a cultura da denúncia porque os relatos dizem que antigamente eram os homens a bater nas mulheres, mas agora, algumas têm feito o mesmo com os homens, por isso temos que nos preocupar com os dois lados mas a medida que vamos acompanhando nas redes sociais, rádio, televisão vamos tendo a cultura da denúncia, sobretudo a violência doméstca. Todos os temas relacionados a violência dos géneros, estão a disposição de todos, o que é necessário, é que a gente conheça que a violência é crime e assim sendo deve ser denunciado porque a polícia está disponivel para tomar medidas a quem a pratica, se tomarmos adianteira da denúncia e tivermos a consciência de que a violência é crime, então temos as portas abertas para irmos reduzindo esses crimes que são praticados quase todos os dias”.

Maria Natália Carvalho, Antiga diretora provincial da Família e Promoção da Mulher no Namibe.

 

Antiga diretora provincial da Família e Promoção da Mulher no Namibe, Maria Natália Carvalho, apreensiva com o índice de violência doméstica no seio das famílias.

A Polícia Nacional no Namibe, deteve oito (8) cidadãos de diferentes faixas etárias, suspeitos de prática de crimes de natureza diversa, durante o fim-de-semana último. O porta-voz do Comando provincial daquela corporação Ernesto Kalianguila, que fazia o balanço da segurança pública, revelou que nesse período ocorreram nove crimes, dos quais seis foram esclarecidos.

Ernesto Kalianguila, Porta-voz do Comando provincial da Polícia no Namibe

“Neste periodo foram registados nove (9) crimes de natureza diversa, mais quatro em relação ao final de semana anterior, seis (6) foram esclarecidos e oito (8) cidadãos deram entrada nos nossos calabouços indiciados na prática destes crimes”.

O movimento rodoviário foi assombrado por três acidentes de viação e igual número de mortos e dois feridos.

Ernesto Kalianguila, Porta-voz do Comando provincial da Polícia no Namibe

“Relativamente a sinistralidade rodoviária infelizmente três (3) pessoas perderam a vida nesse período de três (3) acidentes de viação, e outras duas (2) pessoas ficaram feridas. Os acidentes ocorreram numa das ruas do bairro 5 de Abril. No Jiraul de cima onde houve uma colisão entre veiculo, automóvel, um motociclo e as duas pessoas (condutor e boleiante) que se faziam transportar no motociclo perderam a vida, também um acidente registado no muinicipio do Tômbwa que resultou igualmente em um ferido”.

Porta-voz do Comando provincial da Polícia Nacional no Namibe, Ernesto Kalinaguila e o balanço da situação de segurança pública referente ao fim de semana último.

 

A circulação nas ruas da cidade de Ondjiva, capital da província do Cunene não tem sido fácil para os citadinos e automobilistas, devido ao estado de degradação do tapete asfáltico, provocado pelas enxurradas que se batem sobre aquela região.

Enquanto se aguarda pela aprovação do projecto de infraestruturas integradas, o Governo provincial, optou por medidas paliativas para facilitar a circulação de pessoas e bens, que nos últimos tempos tem sido um calvário para os habitantes, a medir pelas palavras da titular da pasta Gerdina Didalelwa.

Gerdina Ulipamwe Didalewa, Governadora da Província do Cunene

“Devido as chuvas desde dezembro até janeiro, estamos a registar um problema enorme, temos o subsolo saturado de água por conta da falta de um sistema de drenagem das águas para fora da cidade Ondjiva e temos assim o tapete asfáltico todo ele danificado. No primeiro momento tentamos fazer um trabalho de tapa buraco e não foi possivel e tecnicamente foi-nos aconselhado optar pelo betão. Estamos a fazer esse trabalho com uma empresa que está a colocar betão em três pontos específicos, estamos mais ou menos a um mês sem circulação na via principal por conta deste dano do tapete asfáltico e quase toda cidade esta nestas condições. De um tempo para cá temos estado a falar sobre o projecto de Infraestruturas Integradas para a cidade de Ondjiva por ser uma cidade que nunca mereceu melhoria desde a independência e o resultado agora é este, a cidade não está aguentar com as águas e estamos a fazer nesse momento, este trabalho que consideramos também palhativo apesar de ser consistente mas é palhativo porque não vamos conseguir colocar betão em todas as ruas da cidade de Ondjiva porque não temos orçamento suficiente para fazer, se fosse diferente fariamos melhor”.

A circulação nas ruas da cidade de Ondjiva, capital da província do Cunene, é calvário para os citadinos devido ao mau estado do tapete asfáltico que não é reabilitado desde a ascensão do país à independência.

 

O primeiro Secretário do MPLA no Namibe, apela às mulheres a pautarem pela formação académica e técnica profissional e combate ao analfabetismo para que possam atingir os patamares que tanto almejam na sociedade. Archer Mangueira, igualmente governador provincial, lançou este desafio no recente encontro político ou partidário mantido com as mulheres filiadas na organização feminina do seu partido.

Archer Mangueira, Primeiro Secretário do MPLA na província do Namibe

“É importante continuarmos apostar na formação das pessoas, nós constumamos a falar muito na igualdade de género, emacipação da mulher, paridade mas para que isso de facto seje uma realidade temos que ter mulheres competentes, que possam ombriar com os homens, exercer funções em qualquer Instituição quer seja pública, privada ou organização política”.

Primeiro Secretário do MPLA na província do Namibe, Archer Mangueira desafia as mulheres  a apostarem na formação.

 

Povo da Lunda Norte exige justiça contra supostos agentes da polícia, assassinos do garimpeiro Amado João Jomassio, morto a tiro no passado dia 13 do mês em curso, e enterrado quinta-feira última. O correspondente da Voz da América no Namibe, jornalista Armado Chicoca, tem mais detalhes desta notícia.

Recentes

NFV FORA D` HORAS 11-04-2024

Noticiário NFV, edição de quinta-feira 11 de Abril de 2024 com os seguintes tópicos: 1 - Advogado David Mendes diz que não se pode combater fome olhando para importação; 2 - Governador do Namibe considera haver ainda muitos casos de Malária na zona norte da província;...

pergunta, sugere, denuncia, contribui

Jornalismo com tempo e profundidade faz-se com a tua participação e apoio.

Share This