NFV FORA D` HORAS 17-05-2024

19.05.2024

Noticiário NFV, edição sexta-feira, 17 de Maio de 2024, com os seguintes tópicos:

1 – Lançado no Namibe prêmio fórum do jornalismo;

2 – Jovens reagem com ressentimento, o cancelamento do curso superior de saúde;

3 – Elevado custo de material de construção, adia sonho da casa própria da juventude no Virei (Namibe);

4 – Angola: Especialistas olham com cautela para programa de mais de 100 milhões de dólares para apoiar agricultura.

 

Somos à rádio NFV, coordenação e supervisão de Armando Chicoca, edita Esmael Pena, produção de Domingos Marques, eu sou o Dino Manuel, com apoios do NED e da Open Society.

 

O parque nacional do IONA no município do Tômbwa, província do Namibe, vai contar com novas infraestruturas para albergar turistas, cuja inauguração está reservada ao Presidente da República João Lourenço. O delegado da juventude ecológica no Namibe, Rafael Daniel, fala da importância do parque no mosaico turístico e no desenvolvimento económico do país e da província em particular.

Rafael Daniel, Delegado da juventude ecológica no Namibe

O Parque Nacional do IONA no município do Tômbwa província do Namibe, vai contar com novas infra-estruturas para albergar turistas.

 

A recente medida de cancelamento do curso de saúde no ensino superior, foi acolhida com algum ressentimento por parte de jovens, por considerar ser um atraso na formação de aspirantes à profissão. A equipa de reportagem do Namibe Fala Verdade saiu à rua e ouviu depoimentos que se seguem.

Opiniões dos jovens residentes na capital da província do Namibe

Jovens reagem com alguma insatisfação ao cancelamento do curso de saúde no ensino superior, uma medida do governo.

 

Madalena Alexandre, Diretora de gestão de projectos do Fórum de Mulheres Jornalistas

O Fórum de Mulheres Jornalistas Igualdade de Gênero, lançou nesta quinta-feira 16 de Maio no Namibe, a 5ª edição do prêmio de jornalismo 2024, um incentivo para jornalistas dos órgãos públicos e privados, que nas suas matérias deverão destacar a situação da mulher rural no país, a inclusão da mulher na sociedade e os desafios que ela enfrenta mas comunidades. A jornalista Madalena Alexandre, diretora de gestão de projectos do Fórum de Mulheres Jornalistas fez a apresentação do prémio.

 

 

Domingos das Neves, Presidente do corpo de jurados

O Presidente do corpo de jurados, Domingos das Neves, membro da sociedade cívil que fez abertura, deixou uma recomendação aos eventuais concorrentes, bem como ressaltou a igualdade no gênero baseada na paridade da dignidade do homem e da mulher.

Presidente do corpo de jurados do prêmio do Jornalismo, instituído pelo Fórum de Mulheres Jornalistas Igualdade de Gênero, Domingos das Neves, membro da sociedade cívil.

 

Fernanda Nhime, Representante do Gabinete de Acção Social Família Igualdade de Gênero

Fernanda Nhime, que representou o Gabinete de Acção Social Família Igualdade de Gênero, enalteceu a importância do Fórum de Mulheres Jornalistas na promoção da Igualdade de Gênero.

Fórum de Mulheres Jornalistas Igualdade de Gênero, lançou nesta quinta-feira, 16 de Maio no Namibe, a 5ª edição do prêmio de jornalismo 2024.

 

Na província do Namibe os cidadãos estão a ver cada vez mais adiado o sonho da casa própria, devido ao elevado custo de matéria de construção no mercado nacional. No município do Virei, a situação está a preocupar sobremaneira os que beneficiaram de terrenos para autoconstrução, e agora de mãos atadas. Segunda Caivala lamenta o facto.

Segunda Caivala, munícipe do Virei

 

Outro lamento veio de João Mendes.

João Mendes, munícipe do Virei

Cidadãos agastados com o elevado custo de material de construção.

 

O Governo de Angola aprovou recentemente em Conselho de Ministros, o denominado Programa de Aceleração da Agricultura Familiar e Reforço da Segurança Alimentar 2023-2026, avaliado em mais de 85 mil milhões de kwanzas (pouco mais de 100 milhões de dólares). O programa, segundo o governo, terá cobertura do Plano Estratégico do Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Agrário (FADA), definido para o período 2023-2026, e está direcionado para os agricultores individuais, cooperativas, associações agrícolas, micro e pequenas empresas. Edson Fela.

Ilustração da agricultura familiar

Segundo a Voz da América, o Governo justificou a medida com o facto de “a agricultura familiar desempenhar um papel fundamental no fomento da diversificação da produção agrícola nacional e no reforço da segurança alimentar, sendo responsáveis por mais de 82% dos produtos alimentares que compõem a cesta básica”.

Analista e especialistas manifestam, entretanto, cautela quanto à efectivação do programa, por não ser o primeiro do género a ser aprovado pelo Governo com o mesmo fim.

Fernando Pacheco, Engenheiro agrónomo

O engenheiro agrónomo, Fernando Pacheco, alertou para a necessidade de se terem alguns cuidados, afirmando não ser o primeiro programa que o Governo aprova cujo alcance e resultados nunca são devidamente avaliados e publicados.

“Não se sabe quanto e como esse dinheiro foi gasto. Acredito que o valor gasto foi muito inferior àquele que foi aprovado”, disse o engenheiro Pacheco.

Carlos Cambuta, líder da Acção para o Desenvolvimento Rural e Ambiente (ADRA), também afirma ser necessário que o Governo diga em que medida é que este pacote de financiamento será implementado, para não seguir o destino que tiveram os anteriores.

Por sua vez, o economista, Américo Vaz, considera necessária “a formação de técnicos agrários para garantir assistência técnica ao sector assim como a aposta na criação de cooperativas agrícolas”.

Peça do Edson Fela, jornalista do NFV

Recentes

NFV FORA D` HORAS 14-06-2024

Noticiário NFV, edição de sexta-feira dia 14 de Junho de 2024 com os seguintes tópicos: 1 - Namibe: Comunidade albinista clama por fim de discriminação e esclusão social; 2 - Empresários namibianos do ramo de turismo querem investir no Namibe; 3 - Refugiados da RDC...

pergunta, sugere, denuncia, contribui

Jornalismo com tempo e profundidade faz-se com a tua participação e apoio.

Share This